Terça-feira, 22 de Agosto de 2017
INÍCIO img A RÁDIO img PROGRAMAÇÃO img EQUIPE img NOTÍCIAS img CHAT img PROMOÇÕES img ANUNCIE img FALE CONOSCO  
FALE CONOSCO PARCERIAS COMO OUVIR? SUGESTÕES MURAL DE RECADOS AGENDA DE EVENTOS VIDEOS    
 
  NO AR
img
Programa: Em breve novamente no ar
Com: Jundrádio-Orgulho de ser Jundiaiense
Até as: Indeterminado
MSN: sem msn
 
  RECEBA AS ATUALIZAÇÕES
img
Webradio
Receba as atualizações do site direto em seu e-mail!
NOME:
E-MAIL:
 
  PEÇA SEU SOM
img
Seu nome:
Cidades / Estado:
Pedido / Mensagem :
 
  OUVINTE DO MÊS cadastre-se  
img
 
  TOP 10
img
EM BREVE NOVAMENTE NO AR,AGUARDEM OUÇAM NOSSA PROGRAMAÇÃO NO SITE www.jundradio.listen2myradio.com
 
  ENQUETE
img
O PAULISTA SUB 20 ENTRA NO G-4 DO GRUPO 3?

SIM
NÃO

 
  AGENDA
img
Nenhum registro encontrado!
 
  NOTÍCIAS
img
 
Diocese: 50 Anos
AS OPINIÕES AQUI EMITIDAS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DO AUTOR
Diocese: 50 Anos

A Diocese de Jundiaí completou, no dia seis de janeiro, 50 anos de instalação canônica, celebrados, ontem, com Missa no Ginásio de Esportes Dr. Nicolino de Luca, e isso me diz respeito.
Como diz a música: “Minha vida tem sentido, cada vez que eu venho aqui...” Ou: “ ...Meu coração é para Ti, Senhor! Porque Tu me deste a vida (...) o existir (...) o carinho, me deste o amor.”
Não por questões sociais ou tradição, mas como testemunhas de que a fé e a Igreja são essenciais, meus pais me conduziram, com dois meses, ao Batismo e me consagraram a Nossa Senhora de Fátima, na Igreja com o mesmo nome, em São Paulo. Minha experiência posterior de Deus aconteceu aos poucos. Já residindo aqui em Jundiaí, no entorno da então Igreja Matriz Nossa Senhora do Desterro, tenho comigo a serenidade, a dedicação e o empenho do Mons. Arthur Ricci.
Ao se instalar a Diocese, no final da década de 60, encontrava-me no início da adolescência e creio que foi pela força e luz das comunidades de jovens e por seus movimentos, como TLC e Jeca, dos quais participei ativamente, que não me deixei seduzir por mudanças comportamentais da época, em busca de uma liberdade que carregava algemas, como a das experiências com drogas e da revolução sexual. Ah, se não fossem as Religiosas – leia-se Carmelo São José -, os Sacerdotes - não caberia no espaço nomeá-los - e os Bispos, que me acalentaram nos sonhos de Deus para minha história e me corrigiram e corrigem no que não é dEle! Ah, se não fossem eles, na proposta de Jesus Cristo, para que eu me aproximasse dos excluídos – em especial das mulheres, dos encarcerados e egressos -, a fim de me tornar melhor!
Dom Gabriel, da oração, da contemplação, do anúncio e da consciência de Cristo; Dom Roberto, do abraço do pai do filho pródigo; Dom Amaury, sem temer desagradar, no bom combate, no anúncio da Verdade; Dom Gil, da firmeza e do ombro de Cirineu e das mãos que ajudam a levantar e abençoam a toda hora; Dom Vicente, do olhar além dos limites humanos, para que o amor de Deus seja anunciado e espalhado, em missão, a todas as pessoas que residem na área das sessenta e seis paróquias.
Bendito seja Deus pela vida da Diocese de Jundiaí e como afirmou São João da Cruz (Ch B 1,9): “O amor nunca está ocioso, mas em contínuo movimento, e, como fogo em chamas, está sempre levantando labaredas”.



MARIA CRISTINA CASTILHO DE ANDRADE -
Professora e cronista. Coordenadora diocesana da Pastoral da Mulher – Santa Maria Madalena/ Magdala. Jundiaí, Brasil.


Notícia Postada em 14/01/2017


  VEJA TAMBÉM!

[20/08/2017] - Futsal
[20/08/2017] - Handebol
[20/08/2017] - Vôlei
[20/08/2017] - Futebol Amador
[20/08/2017] - Paulista FC
[19/08/2017] - Futebol Regional
[19/08/2017] - Goalball
[19/08/2017] - Ginástica
[19/08/2017] - Basquete
[19/08/2017] - Paulista FC
 
© 2011 - www.jundradio.com - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Cianet Brasil Host